Avançar para o conteúdo principal

Liberdade e determinismo

A liberdade e o determinismo são dois conceitos que se opõem mutuamente. A noção liberdade simboliza autonomia, independência, responsabilidade, mostrando assim que agimos em consciência. No entanto, é inevitável a rápida percepção de que não somos absolutamente livres. Isto acontece porque deparamo-nos com condicionantes que influenciam as nossas acções. Essa teoria filosófica – determinismo - defende que o homem não é totalmente livre de agir pois há limites à sua liberdade. A verdade é que não podemos fazer aquilo que nos dá na real gana.
Dessa forma, os limites ou condicionantes podem ser de diversas ordens: físicas (estamos sujeitos às leis da natureza); biológicas (as nossas características genéticas influenciam a nossa forma de agir); psicológicas (medo e consciência); culturais (somos seres que vivemos em sociedade e por isso temos regras sociais) e finalmente religiosos (regras que divergem de religião para religião). O certo é que embora existam estas condicionantes o homem é livre de optar. Existe o livre-arbítrio, que dentro de determinados limites, permite ao homem ter capacidade de decidir e de escolher que caminho deve seguir. Basta escolher qual é o mais correcto...
Miguel Alexandre Pereira in ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt