Avançar para o conteúdo principal

É preciso dar sentido ao sofrimento

É preciso encontrar sentido no sofrimento para dar sentido à vida. A ideia é defendida pela médica e deputada Isabel Galriça Neto que sublinha a importância de perante a dor se trocar a resignação pela aceitação.
“A resignação é pensar que perante o sofrimento eu não tenho nada a fazer. A aceitação é diferente, é um processo mais activo, de busca, de questionar. Perante o sofrimento eu sou desafiada a buscar-me, a ampliar as minhas fronteiras, porque não é o sofrimento por si só que destrói o ser humano, é o sofrimento sem sentido e cada um pode buscá-lo através do seu percurso de vida, das escolhas que foi fazendo, dos valores, da Fé que alguns professam”, disse.
O dever humano é contribuir para minimizar a destruição causada pelo sofrimento do “outro”. Esta foi uma das mensagens deixadas pela coordenadora da unidade dos cuidados paliativos do Hospital da Luz sobre a vida e o sofrimento, na sua intervenção durante o Átrio dos Gentios, em Braga.

in rr.sapo.pt