Avançar para o conteúdo principal

Apontamento esquemático para estruturar um texto argumentativo

Partes constitutivas do texto argumentativo:
Tema – assunto;
Tese – opinião defendida e outras teses possíveis
Argumento – provas utilizadas para defender uma tese e invalidar as outras.
Exemplo – casos concretos que sirvam para ilustrar o argumento.

Tipos de raciocínio:
Raciocínio dedutivo – vai-se do geral para o particular.
Raciocínio indutivo – parte-se de exemplos particulares para formular uma lei geral.
Raciocínio concessivo – concede-se uma parte à tese contrária com o intuito de reforçar a nossa posição.

Tipos de argumento:
Argumento “a contrario” – mostra que a tese contrária leva a consequências absurdas
Argumento de autoridade – opinião de uma personalidade digna de crédito
Argumento “ad hominem” – ataque à personalidade do adversário
Todas as formas que estudámos ao longo das aulas e disponíveis no documento sobre as falácias.

Objectivos deste tipo de texto:
Agradar – seduzir - atrair > agitar, pôr em movimento > Ensinar
Por isso é importante cativar o auditório:
Captatio benevolentiae Emocionar, impressionar,
Perturbar, levar a 
  
Estrutura do texto argumentativo:
Introdução 
Exposição do tema;
Enunciação do ponto de vista que se vai defender e como se vai fazê-lo
Desenvolvimento
Argumentos a favor e contra
Exemplos
Referência a autores, experiências ou estudos
Conclusão
Reforço do ponto de vista
Síntese
Antecipação do que vai acontecer
Formulação de um apelo motivador

Fases da produção do texto
Estudar o tema ou o assunto;
Construir um plano
Redigir o texto
Rever e aperfeiçoar o texto;
Decidir a forma de apresentação do texto em função do auditório e do objectivo pretendido.